quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

iTuvy


iTuvy
Originally uploaded by *Tuvy*

Bem, adoro a Apple, acho o Steve Jobs um visionário, mas tem horas que ele dá umas engasgadas.

Sobre o lançamento do tal iPad ontem...

Acompanhei o lançamento online no bits.blog do NYT. O legal é que o colunista ia passando as informações em tempo real.

Depois apareceram outras impressões, uma das primeiras no Globo Digital, que após o furor do lançamento, mandou mais uma resenha. falando mais um pouco sobre quando deve chegar por aqui e especulando por quanto. E outro ainda por cima, dizendo que o Jobs errou no nome, já que "pad" em inglês é um dos nomes para absorvente íntimo. Diante disso, o termo iTampon virou hashtag de sucesso no Twitter, com posts como "Fluxo intenso? Há um aplicativo para isso!" (Imagino o Jobs dizendo algo assim... hahahaha)

Bem, tenho que dizer que me decepcionei um pouco com o gadget, já que as limitações acabam sobressaindo sobre as inovações.

Por exemplo, não tem câmera e só roda um aplicativo por vez. Ou seja, provavelmente um iPhone acaba sendo melhor do que ele, ou um net book, ou mesmo um MacBook. Ele ficou num limbo entre o PC e o smartphone que ainda não deu para entender qual a vantagem.



Mas o fato é que o visionário sabe o que está fazendo... mesmo não sendo a inovação das inovações, o "phenomenal, amazing, awesome, incredible gadget"  como ele se refere à prancheta eletrônica, vai vender horrores, e ele tem a oportunidade de com a renda das vendas dos primeiros fazer os upgrades necessários para continuar vendendo horrores.

Mas não para por aí!!!!

Nos planos dele, está oviamente o faturamento sobre a venda de conteúdo!!! Ele está comeptindo com o Kindle para e-books, já tem o iTunes, e está fazendo acordos com jornais e outras mídias de modo a centralizar na Apple a venda de todo e qualquer conteúdo para seu aparelho.

Alguns jornais, estúdios (filmes e músicas) estão apostando que talvez essa indústria tenha uma sobrevida com esse gadget, uma vez que as pessoas passem a perceber o conforto de ter o conteúdo na mão, no seu próprio tempo, em trânsito, em viagem, etc. Faz sentido...

Façam suas apostas!!!!


..

quarta-feira, 27 de janeiro de 2010

SAIU NUMA REVISTA FINANCEIRA


USE O CINTO / USE THE BELT
Originally uploaded by *Tuvy*

Uma mulher escreveu pedindo dicas sobre como arrumar marido rico. Só isso já é "engraçado"...
Mas o melhor da história é que um cara deu a ela uma resposta bem fundamentada.


A carta dela:

'Sou uma garota linda (maravilhosamente linda) de 25 anos. Sou bem articulada e tenho classe. Estou querendo me casar com alguém que ganhe no mínimo meio milhão de dólares por ano.

Tem algum homem que ganhe 500 mil ou mais neste site? Ou esposas de gente que ganhe isso e possa me dar algumas dicas?

Já namorei homens que ganham por volta de 200 a 250 mil, mas não consigo passar disso, e 250 mil não vão me fazer morar em Central Park West.

Conheço uma mulher da minha aula de ioga que casou com um banqueiro e vive em Tribeca, e ela não é tão bonita quanto eu, nem é inteligente.

Então, o que ela fez de certo que eu não fiz? Como eu chego ao nível dela?'

Rafaela S.


Resposta dele:

Li sua consulta com grande interesse, pensei cuidadosamente no seu caso e fiz uma análise da situação.

Primeiramente, não estou gastando o seu tempo, pois ganho mais de 500 mil por ano.

Isto posto, considero os fatos da seguinte forma: - o que você oferece, visto da perspectiva de um homem como você procura, é simplesmente um péssimo negócio.

Eis o porquê: deixando as firulas de lado, o que você sugere é uma negociação simples. Você entra com sua beleza física e eu entro com o dinheiro. Proposta clara, sem entrelinhas.

Mas tem um problema.

Com toda certeza, a sua beleza vai decair e um dia acabar, e o mais provável é que o meu dinheiro continue crescendo. Assim, em termos econômicos, você é um ativo sofrendo depreciação, e eu sou um ativo rendendo dividendos. Você não somente sofre depreciação como essa depreciação é progressiva, sempre aumenta!

Explicando, você tem 25 anos hoje e deve continuar linda pelos próximos 5/10 anos, mas sempre um pouco menos a cada ano, e de repente, se você se comparar com uma foto de hoje, verá que já estará um caco.

Isto é, você está hoje na 'alta', na época ideal de ser vendida, não de ser comprada.

Usando o linguajar de Wall Street, quem a tem hoje deve tê-la em 'trading position' (posição para comercializar), e não de 'buy and hold' (compre e retenha), que é o para quê você se oferece...

Portanto, ainda em termos comerciais, casamento (que é um 'buy and hold') com você não é um bom negócio a médio/longo prazo, mas alugá-la pode ser, e, em termos sociais, um negócio razoável que podemos cogitar é namorar. Cogitar...

Já cogitando, e para certificar-me do quão 'articulada, com classe e maravilhosamente linda' você seja, eu, provável futuro locatário dessa 'máquina', quero o que é de praxe: fazer um "test drive..."

Posso marcar?


..

terça-feira, 26 de janeiro de 2010

ABBA é tema de exposição no Earls Court, em Londres - O Globo Online

ABBA é tema de exposição no Earls Court, em Londres - O Globo Online




LONDRES - O Abba era uma banda sueca, mas uma vitória do concurso musical da Eurovision de 1974, naquele ano realizado em Brighton, cimentou de vez a relação dos britânicos com o pop escandinavo. A ponto de o centro londrino de exibições de Earls Court se transformar, a partir de 27 de janeiro, num gigantesco tributo a Benny, Björn, Agnetha e Frida: nada menos que 25 salas com relíquias do Abba, dos horrendos trajes setentistas, passando por filmes e fotos inéditos, serão apresentados. Há ainda um setor interativo com karaokê e mesmo a chance de se juntar aos suecos na telinha. Os ingressos para "Abba World", em cartaz até 28 de março, custam caro, com preço inicial de 19 libras. Mas a julgar pelos relatos da mídia britânica, fãs em outros lugares onde a exposição foi montada não têm saído decepcionados.

Informações: www.abbaworld.com



.

segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Poke-out

"Pokeout é uma foto com uma parte da imagem "saltando" para fora, dando assim um efeito de tridimensionalidade".

Acho muito bacana essa técnica, que levei um tempo para aprender a fazer direito. Acho que algumas fotos, principalmente as que tem movimento, ficam bem bacanas, como essas.

Yupiiiiiiiiiiiiiiiiii

Segura !!!!


Tem mais aqui:


 

Para quem quiser aprender, tem uns tutoriais bacanas aqui:
Para PhotoShop: I Photomatic
Para Gimp: www.gimp.com.br



...

quinta-feira, 21 de janeiro de 2010

terça-feira, 19 de janeiro de 2010

Instituto Moreira Salles realiza exposição de fotos da Amazônia




De 26/11/09 a 21/03/10, o Instituto Moreira Salles apresenta a exposição Marcel Gautherot - Norte, com 70 imagens do fotógrafo francês feitas na Amazônia brasileira entre os anos 1940 e 1970.

Em 1939, quando pela primeira vez chegou ao Brasil, Gautherot (1910-1996) queria subir e fotografar todo o curso do rio Amazonas. A viagem não foi muito longe, interrompida pela Segunda Guerra Mundial – a mesma guerra que, um ano depois, obrigaria o jovem fotógrafo a se radicar no Brasil, seu país de adoção até o fim da vida. Nas três décadas seguintes, ele voltou repetidamente à Amazônia, fascinado pela paisagem nova, vasta, instável e anfíbia, que desafiava a sua sensibilidade europeia. Lá produziu imagens que deixam para trás as fronteiras entre os gêneros fotográficos, criando uma nova síntese de retrato e paisagem, documento e abstração, forma e caos.


Para a exposição Marcel Gautherot - Norte, parte dessa produção foi selecionada e rearranjada, na forma de uma viagem virtual de Manaus ao Marajó, pelos curadores Milton Hatoum e Samuel Titan Jr., que também lançam pelo IMS livro homônimo com 72 fotografias de Gautherot. Clique aqui para conhecer o livro.

Clique aqui para ler texto do fotógrafo Luiz Braga sobre o livro.

Clique aqui para ver site especial sobre o fotógrafo, cujo acervo pertence ao IMS.

Clique aqui para acessar galeria com imagens do fotógrafo.



IMS - São Paulo

Rua Piauí, 844, 1º andar, Higienópolis CEP 01241-000 - São Paulo-SP
Tel.: 11 3825-2560; fax: 11 3661-0984
De terça a sexta, das 13h às 19h;
sábado e domingo, das 13h às 18h.
Entrada franca

segunda-feira, 18 de janeiro de 2010

Eu sou como a borboleta...

Prooteção Às Borboletas
by Benito Di Paula



Eu sou como a borboleta...
Originally uploaded by *Tuvy*



Eu sou como a borboleta
Tudo o que eu penso é liberdade
Não quero ser maltradado,
nem exportado desse meu chão

Minhas asas, minhas armas,
não servem para me defender
As cores da natureza pedem
ajuda pra eu sobreviver

Você que me vê voando
Como a paz de uma criança
Você sabe a minha idade
Eu sou sua esperança

A ordem da humanidade
não deve ser destruída
quando eu voar me proteja
]sou parte da sua vida

Eu sou como a borboleta...
Essa música do Benito de Paula é bem antiga, eu ouvia quando criança e achava linda! Quando tirei essa foto, logo lembrei dela....

sexta-feira, 15 de janeiro de 2010

Mulheres... tão fáceis de entender!!!!!


Detalhe...
Originally uploaded by *Tuvy*

Basta entender que elas mudam o tempo todo!!!


Situação número 1: você vai sair com sua esposa/namorada/amante e ela aparece com um vestido decotado. Aí acha que é muito escandaloso, volta e coloca uma calça. Como o sapato não combinou, ela se troca de novo. E assim por diante por cerca de 40 minutos.


Situação número 2: Ela fica horas falando mal do próprio cabelo com perguntas como: "Você acha que devo cortar dois dedos do cabelo?", sendo que você nunca notaria esse tipo de corte e não vê a mínima diferença.

Situação número 3: ela quer que você, como casado, aja totalmente diferente do tempo em que eram namorados. E ainda quer moldar você.

Tudo isso foi agora posto às claras graças a uma pesquisa realizada por uma famosa marca de desodorante masculino no Brasil em parceria com o Instituto Qualibest e consultoria de Maria Arminda do Nascimento Arruda, professora titular de sociologia da Universidade de São Paulo. Após entrevistarem 882 mulheres em dez capitais brasileiras (Belo Horizonte, Curitiba, Fortaleza, Goiânia, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Distrito Federal), a conclusão é que a mulher brasileira quer sempre mudar e buscar algo novo. Ou seja, muda de ideia o tempo todo e ái de nós, homens, se não acompanharmos isso.

Interessante são as justificativas apresentadas para isso, pois 49% acredita que as representantes do sexo feminino têm "maior facilidade de se adaptarem às mudanças do ambiente onde vivem", enquanto 46% disse que sabe "observar que a opinião anterior estava errada" e ainda 42% afirma "ser convencida pelos argumentos de outra pessoa". Provavelmente por "outra pessoa" entenda-se o grupo de amigas, porque nós, machos da espécie, provavelmente não conseguimos esse feito.

E as reclamações masculinas finalmente conseguiram um reforço estatístico, pois quando abordadas sobre qual é o momento em que mais mudam de ideias deu "na escolha de roupas para sair" para quase metade das meninas (49%), "durante a compra de roupas, acessórios e sapatos" (48%) e "durante a compra no supermercado" (39%). Além disso, o estudo mostrou que no período de um ano elas mudam de opinião, em média, 44 vezes em assuntos polêmicos, como política, sexo e religião, cerca de 52 vezes no tocante a estilo de roupa e 21 vezes em relação a produtos de uso pessoal.

Quando o assunto é relacionamento, mais de 70% disse que homens gostam mais de ficar do que namorar quando comparados às mulheres, enquanto 68% afirma prestar atenção ao cheiro do perfume da outra pessoa. Honestamente, 55% acha que a maior característica feminina é mudar de idéia o tempo todo.

E para finalizar, a pergunta de um milhão de dólares: como é o homem ideal? A resposta não é tão simples, já que elas também repensam a tese de acordo com a situação. Assim, o cara ideal para ficar tem de ser bonito, gostoso, fazer o tipo cafajeste e estar na moda. Já para namorar o pobre indivíduo deve ser bem-humorado, perfumado, surpreender com presentinhos e "ter pegada". Ao se enforcar nos laços do matrimônio, o macho de espécie deve sofrer uma mutação e sempre fazê-las se sentirem únicas e especiais, ser um bom ouvinte e, obviamente, ter um emprego estável.

Viu como é fácil entender as moças?

Especial para Terra

quarta-feira, 13 de janeiro de 2010

Bokeh ou não bokeh, eis a questão


Flor em foco... Boa noite !
Originally uploaded by *Tuvy*

Eis que a palavra surge num fórum, numa conversa entre amigos 'fotógrafos' e começa a controvérsia.


Afinal o que é o tal Bokeh?




Do Wikipedia:

Bokeh (do Japonês boke ぼけ, "blur") é um termo usado na Fotografia referente às áreas fora de foco e distorcidas, produzidas por lentes fotográficas.[1] Diferentes bokehs de lentes produzem efeitos estéticos separados em fundos desfocados, os quais são freqüentemente utilizados para reduzir distrações e enfatizar o assunto primário.




Bokeh em uma foto tirada com lente 85mm e abertura equivalente a f/1.2.







  




 Bokeh em uma foto tirada com lente 200mm e abertura equivalente a f/2.8.

Muitos acham que simplesmente uma área fora de foco é Bokeh... mas não é.

O Bokeh implica em distorções, eféricas ou não, e sem contrastes muito aparentes, ou seja, o aspecto mais 'leitoso' do desfoque é uma característica de um bom bokeh.

Bokeh describes the appearance, or "feel," of out-of-focus areas. Bokeh is not how far something is out-of-focus, bokeh is the character of whatever blur is there.

Em tradução livre: O bokeh descreve a aparência, ou 'sensação', das áreas fora de foco. Bokeh não é o quanto uma área está fora de foco, bokeh é a característica de qualquer 'névoa' que houver ali.

E no site Dicas de Fotografia, tem algumas dicas bacanas de como 'fabricar' o efeito com formatos diferentes... bem, aí não é bokeh, é criatividade, mas tá valendo!

segunda-feira, 11 de janeiro de 2010

Como enlouquecer um fotógrafo


Impossível não repostar esse post, porque é hilário!
Texto original de Marco Moreira !
1- Convide
Convide-o para o seu aniversário e diga para ele “aproveitar” e levar a câmera para fazer umas fotinhos da galera. Amigo que fotografa bem, sem a câmera é meio amigo, então aproveite a amizade. Só assim você poderá ter fotos incríveis sem precisar contratar ninguém. Caso ele não possa ir em seu aniversário peça a câmera emprestada, afinal ele é seu amigo ou não é?
2- Reprove
Depois dele tirar uma foto sua numa festa, peça para ver a foto dele e reprove umas 15 vezes dizendo: “Ah, eu estou feia, tira outra?”, “Ah não gosto desse ângulo, tira outra?”, “Ah, fiquei gorda, tira outra?”, “Ah meu, saí com uma espinha!!, tira outra?”… reprovando as fotos ele pode ficar ali a noite toda fazendo um book só seu!
Outra dica é dirigí-lo e ensiná-lo. Diga para ele “não é assim, é assado” e mande-o fazer o ângulo que você quer, afinal não tem nada demais limitar a criatividade dele.
3- Elogie
Depois de ver uma foto sensacional que só um bom fotógrafo pode fazer, diga a ele que A CÂMERA é demais, que hoje em dia as câmeras tem uma super tecnologia e uma super lente. Nunca elogie o olhar dele. Sempre repita: “Essa câmera é foda”, afinal essas câmeras já fazem tudo!
4- Desconcentre-o
Quando ele estiver trabalhando e tentando clicar aquele momento, puxe papo com ele, ou então fique entrando bem na frente, a todo momento.
5- Peça um favor
Seu amigo acabou de trocar a câmera profissional e ele precisa treinar com a nova. Então chegou a hora de realizar as fotos do Book dos seus sonhos! Pronto, é hora de pedir aquele “favor” e fazer as fotos “di grátis” sem precisar contratar ninguém.
6- Peça as fotos!
Em uma festa que ele esteja fotografando, interrompa-o e peça pra ele te mandar as fotos em que você saiu. Caso ele seja gentil e lhe peça um papel com endereço de e-mail, diga que não tem como anotar, então peça para ele mesmo anotar o seu e-mail. Lembre também que você PRECISA atualizar o seu orkut e facebook.
Se ele demorar um dia para mandar, cobre uma, duas, três vezes até vencê-lo pelo cansaço.
7- Créditos
Caso ele tenha feito as fotos pra você ou lhe mandou gentilmente as fotos depois daquele evento, nem precisa se preocupar com os créditos. Dar créditos só por causa da troca de um favor? Fala sério!. E ainda, se ele mandar as fotos com o crédito na foto, apague. Fica feio o nome de uma pessoa numa foto que você vai colocar no orkut.
8- Copie
Use a foto dele (você pode copiar do Flickr!) para fazer aquele catálogo ou banner da sua empresa, afinal dificilmente ele vai descobrir que a sua loja, conhecida somente na região será vista por ele.
9- Desvalorize
Quando você pedir um orçamento de um Job e ele cobrar o preço que eles normalmente cobram, diga a ele que está caro, que seu sobrinho também tem “câmera digital” e poderia fazer até de graça. Diga ainda que hoje é muito mais fácil, é só clicar e baixar as fotos, que não tem custo algum. Afinal de contas não é como antigamente, em que o fotógrafo tinha que gastar para ampliar e revelar o filme. Hoje é tudo digital, não custa nada. Sem falar que este job pode servir de “portfólio” para ele!
10- Faça pose
Quando estiver naquele ambiente descontraído seja o único a fazer pose, sem ele pedir, olhe e fique sorrindo para a câmera. E para ajudar, saia em todas as fotos que puder. Se ele for fotografar uma só pessoa, entre na foto! se for só um casal de namorados, entre na foto! se for só a turma do ano passado da faculdade, não a sua, não faz mal, entre na foto!!!. O importante é sair em todas!
11- Critique
É engraçado, tem fotógrafo que gosta de fotografar mesmo nas horas de diversão. Neste caso, quando ver um amigo fotografando num churrasco ou numa festa por vontade própria, diga pra ele largar a câmera, que ele parece japonês!
Quando ele estiver pirando naquelas posições contorcionistas só para pegar um detalhe besta daquela gota de orvalho numa folha, fala pra ele: “Para de ficar se matando aí, vem tirar uma foto da gente”!
Aliás, esta é uma boa hora para aproveitar que ele está no lazer e pedir pra ele tirar fotos daquele seu vaso de plantas, do seu cachorro, do seu carro, do seu filho… Pô, já que tá com a câmera não custa aproveitar e tirar umas fotos pra você, né? (não esquece de pedir para ele te mandar no dia seguinte)
12- Pegue na câmera
Assim que ele tirar uma foto sua, puxe a câmera para ver como ficou a foto, como aqueles entrevistados que costumam pegar no microfone do repórter, manja?
Ou então se o fotógrafo te pedir para você tirar uma foto com a câmera dele, você pode fazer duas coisas que vai deixá-lo loco: Use aquela sua mão que está cheia de gordura da coxa do frango que você acabou de comer colocando o dedo preferencialmente na lente.
Outra dica é nunca usar a alça que evita a queda acidental do equipamento. Caso ele peça para você colocar a alça, diga que não precisa, que você é cuidadoso (a).
Seguindo esses passos você só não irá levá-lo a beira de um ataque de nervos se ele for um Buda.

domingo, 10 de janeiro de 2010

Still life


Fancy...
Originally uploaded by *Tuvy*

Still Life, em inglês, ou natureza-morta é um dos temas mais clássicos das artes visuais. Pintores e desenhistas de todas épocas exploraram com criatividade essa temática. Um dos expoentes nessa arte da iluminação sobre a natureza morta foi o pintor francês Paul Cézanne.

No século XIX, por questões técnicas, os fotógrafos iniciaram suas experiências fotográficas com a natureza-morta. As primeiras câmeras eram muito lentas e, portanto, só era possível fotografar objetos estáticos. No decorrer dos anos essa temática foi usada na fotografia para estudos de iluminação e serviu muito bem nas produções artísticas e publicitárias.

Do site: Câmera viajante - escola de imagem.

Também tem dicas interessantes ssobre a técnica no  JackyCris's Blog.

quarta-feira, 6 de janeiro de 2010

Acabaram as férias


Acabou a semana...
Originally uploaded by *Tuvy*

E a sensação é de estar numa velocidade alucinante ao mesmo tempo em que se está travado num congestionamento, num farol.

E vamo que vamo, vamos produzir, o trabalho enobrece, e daí por diante.

Tá compensando?

segunda-feira, 4 de janeiro de 2010

A foto-surpresa


Boa semana !
Originally uploaded by *Tuvy*

A fotografia digital, ao mesmo tempo em que eliminou os custos de filmes e revelções de fotografia, e popularizou a fotografia, também acabou com a expectativa e a surpresa de ver qual seria o resultado do clic. Ou seja, vemos no visor que resultado tivemos e ainda temos a comodidade de apagar (do neologismo deletar) as que não gostamos.

Porém, mesmo a fotografia digital nos reserva algumas surpresas. Quem nunca foi pego de surpresa ao ver as fotos que tirou no computador? Uma foto que não tinha nada para ficar especial e que acaba ficando. Nem vou falar da frequencia com que acontece o inverso.

Esse 'Lírio da Paz' é um exemplo disso. Estávamos na praça de alimentação de um shopping center, e até achei que a luz que estava batendo na flor era boa, a deixava bonita. Mas sinceramente 'cliquei' sem nem olhar para o resultado na telinha.

Mas ao chegar em casa, percebi o quanto aquela luz 'bonitinha' tinha dado destaque e transluscência à flor, e o resultado me surpreendeu. E de fato é uma das minhas fotos mais visitadas.


Essa foto do gatinho na sacola foi algo parecido com isso, tirada numa cena absolutamente cotidiana de brincadeira de criança.

Fotografia surpresa é tudo de bom, né?

domingo, 3 de janeiro de 2010

Porque é bom ser criança


Prainha
Originally uploaded by *Tuvy*

E poder brincar na praia, despreocupada, fazendo castelinhos de areia, e saber rir quando uma onda passar e levar!

Saber que tem alguém ali olhando a gente, sabendo que nos alertarão dos perigos e nos protegerão.

Que ao cair da noite, alguém nos chamará para tomar um banho quente, jantar, contará histórias e nos deixará tranquilos para dormir em paz, e sonhar com novos castelos de areia... que deixaremos a onda levar só para poder fazer outro!

É bom ser criança!!

sábado, 2 de janeiro de 2010

E chove sobre todo o país


E mais uma virada de ano passamos 'embaixo d'água'... Chove em todo o Brasil, poucas áreas abertas, e as chuvas são bastante fortes, provocam tragédias, destroem bairros, cidades, famílias.

Não me lembro de alguns anos atrás termos tanta chuva e tantos desastres em função dela, nem de chover quase o ano todo como tem sido nos últimos.

E as notícias sobre as tragédias terminam após o último corpo ser resgatado e enterrado, e a vida continua, como se aquilo não fosse se repetir no próximo ano.

E as explicações para tudo isso? Alguns dizem 'é assim mesmo', e se conformam, outros pensam logo em 'castigo divino' pelos mandos e desmandos do ser humano, as guerras, as torturas, a ganância, etc. Outros ainda culpam o Lula, claro, afinal não tem infra estrutura, não se cuida das áreas de ocupação irregular. Ainda tem outros que dizem que a culpa é das próprias vítimas, que se colocam em situação de risco ao se alojarem numa área instável.

Algumas vozes ainda pouco ouvidas (infelizmente) estão alertando para o fato de que este planeta não vai aguentar por muito tempo os 'desaforos' que vem aguentando... Kyoto não deu em nada, e Copenhage também não prosperou, pelos interesses financeiros dos países ricos, que ainda não entenderam que dá para manter o lucro sem causar a destruição que vem causando e ainda pouca firmeza dos países emegentes para negociação.

Como não vejo sentido em entrar em polêmicas políticas ou religiosas, prefiro a explicação do saudoso comediante stand-up George Carlin. O vídeo é longo (nem tanto, 7 minutos) mas vale a pena...



Bom fim de semana !!!!

sexta-feira, 1 de janeiro de 2010

Tin Tin 2010


Tin Tin 2010
Originally uploaded by *Tuvy*

Brindando a esse novo ano, que chegue com muito brilho, muita energia, muita coisa boa para todo mundo !!!!!!

Feliz 2010